18 de mar de 2011

IMPERDIVEL - SHOW DO DEXTER EM SOROCABA DIA 08 DE ABRIL NO CLUBE 28 DE SETEMBRO

GRANDE SHOW DO RAPPER DEXTER OITAVO ANJO ex 509-E EM SOROCABA DIA 08 DE ABRIL A PARTIR DAS 22:00 NO CLUBE 28 DE SETEMBRO - RUA MACHADO DE ASSIS, 112 CENTRO/SOROCABA PROX. OFICINA CULTURAL GRANDE OTELO

e mais:
DJ PITA E DJ SUBRINHO
COM O MELHOR DO BLACK * HIP HOP E SAMBA-ROCK

GRUPO X DA QUESTÃO DE SOROCABA
E CONTÉM GLÚTEM DE ITAPETININGA

INFORMAÇÕES: 15. 9128.1534 / 11. 8107.8794
dexteremsorocaba@gmail.com


16 de mar de 2011

rapper e cantor Nate Dogg morre aos 41 anos, nos Estados Unidos


O rapper e cantor de r&b Nathaniel Dwayne Hale, mais conhecido como Nate Dogg, morreu nesta terça-feira (15/3). Ele tinha 41 anos. Sua voz e flow inconfundíveis marcaram época na música rap, em especial nos anos 90. Muitos o consideravam um dos maiores cantores de r&b do mundo.

As causas da morte não foram reveladas, mas ele já havia sofrido dois AVCs, em 2007 e 2008. As informações são do site da revista "Entertainment Weekly". "Nós perdemos uma verdadeira lenda do hip-hop e do r&b mundial. Um dos meus melhores amigos e irmão desde 1986 (...)", comentou o rapper Snoop Dogg em seu Twitter oficial.

Nate Dogg ficou famoso pela participação no álbum de estreia do produtor americano Dr. Dre, The chronic (1992). O disco contém grandes sucessos do rap norte-americano dos anos 1990, como "Nuthin’ but a ‘g’ thang". Nate canta em "Deeez nuuuts". Depois disso, colaborou em músicas de artistas como Snoop Dogg, Tupac, Ludacris, 50 Cent e Eminem.

10 de mar de 2011

28 de Setembro” é bicampeã do carnaval sorocabano



E a grande campeã de 2011 no carnaval de Sorocaba é a mesma de 2010. A escola de samba “28 de Setembro”, uma das mais antigas da cidade, conquistou o título pela segunda vez consecutiva. O enredo “Comunicação” trazia uma das alas homenageando a imprensa da cidade. A escola somou nota total de 163,5, enquanto a “Estrela da Vila”, segunda colocada, ficou com 162 pontos – 1,5 de diferença.

A presidente vencedora, Marina Carvalho, disse que a “28 de Setembro” entrou com a responsabilidade de campeã e por essa razão precisava fazer bonito. O orçamento foi de cerca de R$ 40 mil, dos quais R$ 17 mil eram correspondentes ao subsídio da Prefeitura; o restante foi arrecadado com várias festas no decorrer do ano. “Lutamos para fazer um grande carnaval e conseguimos. Alguns órgãos de imprensa já davam outra como vencedora antes da hora, mas, no final, prevaleceu o nosso valor”, ressaltou. Ela reclamou de falta de respeito de um jornal do qual não quis revelar o nome. “Nossos integrantes se sentiram menosprezados e desrespeitados”, reclamou.

Fábia Natália Bueno, 16 anos, porta-bandeira da primeira colocada, também celebrou a superação. “O meu mestre-sala ligou nos últimos momentos avisando que não poderia desfilar. Faltando meia hora para a apresentação, improvisamos um membro da bateria. Mesmo assim as nossas notas foram 10 de um jurado e 9,5 de outro”, comemorou. O responsável pela substituição foi Vítor Canassa. “Cheguei a fazer aulas de dança, mas nunca tinha sido mestre-sala. Fiquei assustado, mas fiz o que qualquer outro membro faria pela escola. Fico feliz por ter correspondido”, contou.

Presidente da vice-campeã “Estrela da Vila”, Ianaê Tobias disse que 1,5 é uma diferença muito pequena, e que se sente como se tivesse vencido. “Infelizmente os jurados não poderiam sequer comparar a nossa Comissão de Frente, que era muito superior. Enfim, para o ano que vem, esperamos julgadores melhores”, avisou.

Já a terceira colocada, "Planeta Negro", teve 156,5 pontos e lamentou o mal-entendido no número de integrantes da sua Comissão de Frente, que fez a escola perder 5 pontos, o que tirou a possibilidade do título. “É exigido que a ala tenha pelo menos seis membros. Nós levamos quatro para dançar e duas musas. Os jurados deram nota máxima, mas a comissão do desfile não entendeu dessa forma. Uma pena”, disse Bernardino Francisco, presidente da escola.

O resultado final das outras escolas foi o seguinte: 4ª, "Carinhosa do Nova Esperança" – 155,5; 5ª "Show Brasil" – 154,5; 6ª "Unidos do Cativeiro" – 152; e 7ª "Império do Parque das Águas" – 143.

3 de mar de 2011

SEMANA DO HIP HOP SP 2011 – HIP HOP COMBATENDO A VIOLÊNCIA CONTRA A JUVENTUDE NEGRA.


Hip Hop paulistano diga Oooh! Diga Oooh!



SEMANA DO HIP HOP 2011 – HIP HOP COMBATENDO A VIOLÊNCIA CONTRA A JUVENTUDE NEGRA.

O Fórum de Hip Hop Municipal SP em parceria com a prefeitura, representada pelas secretarias de Cultura, Educação e Participação Parceira realizarão a Semana do Hip Hop 2011, lei municipal 14.485/2007, que será executada de 13 á 21 de março, na cidade de São Paulo. Nas mesas de bate papo o Movimento Hip Hop junto com a sociedade civil e poder público dialogarão sobre o tema Hip Hop Contra a Violência. As atividades acontecerão na Câmara Municipal de São Paulo, Galeria Olido, quatro CÉUS, e Boulevard São João para finalizar atividades. Além das apresentações artísticas haverão workshop´s dos quatros elementos, produção musical, moda, literatura. Você não pode ficar fora dessa, venha fazer barulhoooo!



Apesar da Semana do Hip Hop 2011 representar uma conquista do Movimento Hip Hop, não teremos somente atividades festivas ou comemorativas. A organização preparou consideráveis intervenções reflexivas e de diálogo com o poder público em importantes espaços paulistanos, na periferia e no centro.



Fórum Hip Hop Municipal SP
Criado em 2005 é um espaço e canal de diálogo entre os jovens do Movimento Hip Hop e as representações da administração pública municipal com objetivo de discutir políticas públicas e criar critérios públicos que direcionem a relação entre o poder público e os jovens, garantindo que não haja privilégios de uns em detrimento de outros setores.

Os encontros e discussões do Fórum ocorrem a partir de 8 eixos temáticos:

Difundir o Hip Hop

Elaborar políticas públicas de juventude

Inserir o Hip Hop como tema transversal da educação

Combater a discriminação de gênero

Organizar uma agenda do Hip Hop na cidade

Combater a discriminação racial

Atuar contra a violência policial

Debater geração de emprego e renda

O Rap e seus diferentes estilos. Saiba o que cinco MC’s pensam sobre o tema



Underground, Gangsta, Gospel, Pop… São tantas as subdivisões existentes dentro do rap que resta saber se as diferenças terminam no simples fato de que cada grupo ou MC canta da maneira que se identifica, ou se a diferença na maneira de cantar é apenas um dos itens que faz com que o Rap não se unifique e se divida cada vez mais.

O pensamento ditador daquele que impõe o seu rap como o melhor, cria casulos, onde representantes de um “estilo” se isolam dos outros e começam a agir como narcisos, apontando o dedo ao redor, julgando tudo que não se iguala ao seu como erro.

Para saber o que representantes do Rap na atualidade pensam sobre esse tema, o Portal Rap Nacional trocou uma ideia com Emicida, Douglas (Realidade Cruel), DBS, Cleber (Ao Cubo) e C4bal.

veja mas no site rapnacional.com.br